Logística reversa deve se tornar realidade

Nos últimos anos, tem se falado cada vez mais frequentemente sobre logística reversa, no mundo e no Brasil. O professor Paulo Roberto Leite, fundador do CLRB – Conselho de Logística Reversa do Brasil, diz que o retorno de produtos não consumidos tem sido mais bem equacionado tanto no exterior quanto no Brasil. No entanto, quando o assunto é a volta dos produtos consumidos – como TVs, geladeiras e computadores antigos, por exemplo – diferentemente da Europa, o Brasil ainda dá os primeiros passos.

Ele conta que a fundação do CLRB, em 2008, é uma tentativa de desenvolver conhecimentos e difundir a prática da logística reversa, especialmente, para as indústrias. Para o professor, a aprovação da Política Nacional de Resíduos Sólidos na Câmara dos Deputados, no dia 10 de março, após 19 anos de tramitação, e já incluindo a logística reversa, é sinal de que haverá um acréscimo à massa crítica sobre o tema e logo as empresas assumirão mais responsabilidade sobre o retorno e a destinação correta de seus produtos.

Veja a avaliação de Paulo Roberto sobre a possível evolução do assunto nos próximos anos:

Fonte: Planeta Sustentavel

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: